sexta-feira, 20 de abril de 2018

VOLKSWAGEN APOIA TB FORTE EM SUA EXPANSÃO NACIONAL.


Até o fim de 2018, a transportadora de valores TB Forte pretende expandir suas bases em várias regiões do país e reforçar o atendimento nos locais onde já atua. Para fazer frente a essa crescente demanda, a empresa investe desde 2017 nos chassis de carro-forte da Volkswagen. Até o fim de 2018, serão 150 novos veículos dos modelos VW 9.160 CE.

O foco principal da TB Forte está no abastecimento dos caixas eletrônicos da Rede Banco24Horas. Dos 21,4 mil caixas em todo o Brasil, a TB Forte atenderá cerca de 16 mil terminais até o final do ano. Acompanhando essa evolução, a companhia também projeta nova ampliação em sua frota Volkswagen. A marca responde hoje por 67% dos veículos da empresa e deve chegar a dezembro com 72%.

“Essa confiança vem de uma parceria muito grande entre a TB Forte e a Volkswagen Caminhões e Ônibus, que envolve inclusive o desenvolvimento contínuo dos produtos para nossa operação. A marca está sempre pronta a nos atender com qualidade, oferta diferenciada de contrato de manutenção e rede de concessionárias bastante pulverizada”, explica Gabriel Damasceno, superintendente da TB Forte.

Operação sempre atenta


Em média, são 120 quilômetros rodados por dia em rotas principalmente urbanas. Os veículos carregam uma tonelada, entre carga e equipe de operação. “Nossa aplicação é bastante severa, com uma jornada extensa sem desligar o carro por questões de segurança. E a Volkswagen desempenha muito bem nessas condições”, avalia o executivo.

Entre os diferenciais da marca, também está a rede de concessionárias em todo o país, com capilaridade para atender os veículos onde quer que operem. “Assim, nossa expansão nacional pode seguir com tranquilidade”, afirma Gabriel. Outra vantagem é que, com o contrato Volkstotal Plus, a TB Forte consegue prever seus custos de manutenção para garantir o melhor custo operacional.

“Nossos chassis são vocacionados para a operação como carro-forte, desenhado sob medida para aplicação com características específicas. Combinamos alta tecnologia para as pesadas exigências dessa operação. Sabemos como é crítica qualquer parada e desenvolvemos nossos modelos para entregar resultados superiores”, ressalta Geraldo Bernardi, consultor de Vendas Especiais de Caminhões da MAN Latin America.

Tendências no setor


Com uma década no mercado de transporte de valores, a TB Forte se destaca como referência para o conforto de sua equipe, monitoramento total e segurança diferenciada. Foi a primeira a introduzir o ar condicionado em toda a sua frota. Também inovou com o GPS, inclusão de câmeras com imagens ao vivo e outros dispositivos de segurança.

Comunicação MAN Latin America.

Leia> Coisas de Agora.

TOYOTA ATINGE MARCA DE 10 MILHÕES DE VEÍCULOS PRODUZIDOS COM PEÇAS FEITAS EM SUA FÁBRICA DE SÃO BERNARDO DO CAMPO (SP).


Planta na cidade foi a primeira da Toyota fora do Japão, e é símbolo dos primeiros passos dados pela empresa em uma história de 60 anos no País.


A Toyota do Brasil comemora mais um acontecimento histórico em 2018, ano em que completa seis décadas de atividade no País. Neste mês, a companhia atingiu o marco de 10 milhões de veículos produzidos com a utilização de peças fabricadas em sua primeira planta construída fora do Japão, localizada na cidade de São Bernardo do Campo (SP).

Construída em um terreno de mais de 192 mil m², a unidade da Toyota em São Bernardo do Campo produz atualmente peças que equipam o Corolla e o Etios, fabricados nacionalmente, a picape média Hilux, feita na planta de Zárate, na Argentina, além de modelos originados nos Estados Unidos, como o Corolla, produzido na planta de West Virginia, RAV4 e Highlander, feitos na unidade do Alabama, e Camry, com produção em Kentucky. A fábrica de São Bernardo do Campo emprega hoje mais de 1.400 funcionários. 

O início


A fábrica de São Bernardo do Campo desenvolveu, ao longo da trajetória de 60 anos da Toyota no Brasil, um papel fundamental para a consolidação da companhia em território nacional.  Após o início das operações no País, em janeiro de 1958, com a instalação de um escritório no centro da cidade de São Paulo, a Toyota inaugurou, em dezembro desse mesmo ano, também em São Paulo, sua primeira linha de montagem. Cinco meses mais tarde, a Toyota lançou o primeiro veículo Land Cruiser, na modalidade CKD (Complete Knock-Down), que recebeu o nome de Bandeirante.

Foi então que, em 1961, a empresa adquiriu o terreno na cidade paulista e, a partir de 1962, passou a fabricar o modelo Bandeirante nacional, que se posicionou como referência no mercado de utilitários durante 40 anos. Em outubro de 1999, a Toyota do Brasil celebrou a produção de 100 mil unidades do modelo. Em novembro de 2001, com o encerramento da produção da linha Bandeirante, a unidade de São Bernardo do Campo passou, então, a fabricar autopeças para veículos produzidos nacionalmente e também para exportação.

SBC Reborn


Em fevereiro de 2015, teve início o projeto “São Bernardo Reborn”. Dividido em três fases, o projeto teve um aporte total de R$ 70 milhões, com o objetivo principal de revitalizar a fábrica de São Bernardo do Campo (SP).

A etapa inicial, concluída em 2015, marcou a implantação do terceiro turno no setor de forjaria da planta, que passou a produzir peças para abastecer a fábrica de motores em Porto Feliz (SP), inaugurada no ano seguinte. Também em 2015, a sede administrativa da empresa foi transferida de São Paulo para a cidade no ABC paulista.

A segunda etapa, concluída em agosto de 2016, consistiu na inauguração do primeiro Centro de Pesquisa Aplicada da marca na América Latina, concebido para integrar atividades relacionadas à pesquisa e desenvolvimento de novos produtos e fornecedores. Ali, foram alocados os departamentos de Engenharia, Compras, Regulamentação Veicular e Qualidade Assegurada, permitindo maior interação e sinergia entre as áreas para constituição de futuros projetos. Nas novas instalações foi construído, ainda, um centro de design de produto, que já trabalhou, por exemplo, nas mudanças de desenho do atual compacto Etios.

Em agosto de 2017, a terceira etapa do projeto foi concluída com a entrega do Centro de Visitas da montadora, um dos mais tecnológicos da empresa em todo o mundo. As visitas ao público serão liberadas em breve. Concebido para oferecer aos visitantes uma experiência de imersão ao universo Toyota, além de abrir as portas da empresa para os mais diversos públicos da região do ABC e do Brasil, o Centro de Visitas leva os participantes a uma viagem pela história da empresa, seu passado, presente e futuro, destacando as atividades mais importantes.

“Além dos 60 anos de nossa atuação no País, temos importantes razões para celebrar o ano de 2018. Neste mês, comemoramos com muito orgulho outro marco importante atingido pela planta de São Bernardo do Campo, unidade que foi revitalizada recentemente e continua desenvolvendo um papel de grande relevância no cenário global para a companhia. Compartilhamos a alegria dessa nova conquista com todos os nossos colaboradores, clientes, fornecedores e concessionários”, afirma Rafael Chang, presidente da Toyota do Brasil.

quinta-feira, 19 de abril de 2018

KIA SORENTO GANHA VERSÕES AWD NO BRASIL.


Disponível no Brasil desde janeiro, o Kia Sorento ganha duas opções AWD (All Wheel Drive) neste mês de abril. Equipadas com motorizações 2.4 16V de 172 cv e 3.5 V6 de 280 cv, as versões complementam a linha do SUV médio-grande no País, oferecendo tração integral nas quatro rodas.


Segundo Ary Jorge Ribeiro, diretor de Vendas da Kia Motors do Brasil, o retorno das versões AWD atende à demanda de clientes e admiradores da marca, uma vez que desde 2014 o Sorento não era disponibilizado com tração integral no País. “Além de diversificarmos nosso portfólio com produtos modernos e tecnológicos, passamos a oferecer novas opções para quem busca veículos espaçosos, robustos e com excelentes desempenhos não apenas nas cidades e rodovias, mas também em áreas rurais e condições off-road”, ressalta.

Versão S.172 – Já presente na Rede Autorizada de Concessionárias, a versão AWD com configuração mais simples, denominada S.172, possui transmissão automática de 6 velocidades com opção de trocas sequenciais e motorização THETA II de 2.4 litros, DOHC, 16 válvulas, Dual CVVT, à gasolina, capaz de desenvolver 172 cv a 6.000 rpm e 22,5Kgf de torque a 4.000 rpm.

Com acomodação para sete passageiros, o modelo possui diversos recursos de segurança, como air bags laterais e de cortina, vidro com sistema antiesmagamento, assistente de partidas em subida (HAC), controles de estabilidade e tração e sensores de estacionamento dianteiros e traseiros. A versão S.172 ainda conta com luz diurna de navegação em LED, faróis de neblina, bagageiro no teto e novas rodas de liga leve aro 18”.

O SUV também vem equipado com ar condicionado digital Dual Zone com comando traseiro, central multimídia com câmera de ré, sistema Bluetooth, entrada USB, espelho retrovisor interno eletrocrômico e chave Smart Key para abertura das portas e partida do motor, além de controle de áudio, computador de bordo e piloto automático no volante.

Versão S.275 - A versão topo de linha, que chegará às concessionárias ainda este mês com a classificação de S.275, possui nova transmissão automática de oito velocidades com opção de trocas sequenciais e motorização LAMBDA II, 3.5 litros V6, injeção eletrônica sequencial, DOHC, 24 válvulas, Dual CVVT, à gasolina, com 280 cv a 6.300 rpm e 33,6 Kgf de torque a 5.000 rpm.

A versão S.275 ainda conta com freio de estacionamento eletrônico, faróis e lanternas em LED, revestimento interno em couro, novas rodas de liga leve aro 19”, soleira das portas com iluminação, teto solar elétrico e panorâmico, detector de ponto cego (BSD), abertura automática do porta-malas sensível à aproximação e bancos dianteiros com ajustes elétricos e aquecimento, além de memória para o motorista.

Com grade dianteira, ponteira de escapamento, faróis e para-choques dianteiro e traseiro reestilizados, as novas versões do Sorento possuem 4.780 mm de comprimento, 1.890 mm de largura, 1.690 mm de altura e 2.780 mm de entre-eixos.

Em condição especial de lançamento, a versão S.172 está disponível na Rede Autorizada de Concessionárias por R$ 169.990,00. Já o preço público sugerido da versão S.275 será de R$ 218.990,00.

ALTA RODA.
Por Fernando Calmon*

TIGUAN CRESCEU EM TUDO.


Fenômeno de expansão dos veículos utilitários esporte, mais conhecidos pelas três letras “mágicas” SUV (da sigla, em inglês, Sport Utility Vehicle), tem atingido a maioria dos mercados importantes do mundo. Nos EUA, cerca de 40%, na Europa perto de 30%, na China ao redor de 15% e no Brasil, em torno de 20%. No Japão, por características locais, a participação é baixa.

Há também modelos comuns com vestimenta “aventureira” – pseudo-SUV – que o marketing dos fabricantes desejam enquadrar nesse segmento, mas não passam de licença poética. Projeções para os SUVs autênticos apontam 30% do mercado brasileiro em quatro anos. Esse percentual dependerá de aumento dos financiamentos e recuperação do poder aquisitivo. Os mesmos fatores, no entanto, podem trazer mais compradores de modelos de menor custo não enquadrados como SUVs.

Porém, nenhuma marca deseja ficar de fora. Apenas a Fiat, entre as de maior volume, ainda está por definir planos. Por outro lado, a VW estabeleceu que cinco de seus 20 lançamentos até 2020 (com os quais pretende recuperar a liderança mantida entre 1960 e 2001) serão SUVs.

O primeiro a chegar é o mexicano Tiguan Allspace, seguido pelo T-Cross (mesmo entre-eixos do Virtus) a ser produzido no Paraná, no início de 2019, para concorrer na faixa do HR-V, Kicks, Renegade e Creta entre outros. O argentino Tarek, no final de 2019, deverá ter o entre-eixos do novo Jetta e enfrentará Compass, CR-V, RAV4, Tucson e outros. Os dois restantes seriam o SUV grande Atlas, produzido nos EUA, e talvez o Touareg, a ser importado apenas sob encomenda da Alemanha. Pode estar nos planos também um SUV com entre-eixos do Polo. Todos produzidos com arquitetura modular MQB.

O Tiguan Allspace tem distância entre-eixos maior em relação à versão vendida apenas na Europa. É oferecido com opção de cinco lugares (de entrada) e de sete (intermediária e topo de linha). As duas primeiras utilizam motor turboflex produzido no Brasil (1,4 L/150 cv) e a R-Line com acabamento esportivo dispõe de um turbo a gasolina 2 L/220 cv.

Distância entre-eixos generosa de 2,79 m (7 cm superior ao Equinox, por exemplo) garante amplo espaço, em especial no banco traseiro. Porta-malas invejável de nada menos que 710 litros, mas limitado a 216 litros com as três fileiras de bancos. O acesso à terceira fileira, no entanto, é particularmente difícil, se comparado a concorrentes como o Peugeot 5008. Acabamento é correto e o painel segue os padrões estéticos e eficientes da marca.

Impressiona mais o desempenho, sentido logo na primeira acelerada forte. Segundo a VW, a versão superior, com detalhes esportivos na carroceria, registra 0 a 100 km/h em apenas 6,8 s com câmbio automatizado de sete marchas e tração 4x4. Como referência, o hatch Golf GTI tem mesmo motor, câmbio de seis marchas, mas acelera nas mesmas condições em 7,2 s, embora pese 468 kg a menos. O Chevrolet Equinox tem 262 cv (42 cv a mais que o Tiguan), pesa quase 100 kg a menos (tração 4 x 2), menos uma marcha no câmbio e vai de 0 a 100 km/h em 7,6 s. É preciso promover um tira-teima...

Preços do Tiguan vão de R$ 124.900 a 179.900.

RODA VIVA


CIVIC Si é um típico carro de imagem que a Honda não abre mão de oferecer ao mercado. Cupê canadense é bastante impactado por imposto de importação e preço de R$ 159.900 limita aspirações de vendas. Seu estilo próprio, sem exageros, agrada a todos os olhos. Esportividade marcada pelo escapamento central (verdadeiro), rodas de 18 pol. e pneus 235/40 (Goodyear).

MOTOR turbo de 1,5 L/208 cv do Si tem boas respostas, porém concorrentes mais baratos entregam potência maior. Direção de resposta direta, volante de ótima pegada, suspensões muito bem calibradas e freios potentes formam conjunto de primeira linha. Câmbio manual e ótima alavanca, hoje, são para saudosistas (Porsche e Ferrari, automáticos), porém coerente com a proposta.

LEXUS LS 500h é topo de linha da marca de luxo da Toyota, mas só estará disponível no último trimestre por R$ 760.000. Trata-se de híbrido de tração traseira com motor V-6 (300 cv) e mais dois elétricos nas rodas dianteiras: potência total de 359 cv. Interior muito espaçoso com bancos individuais traseiros. Fora a grade exagerada, o estilo geral é bastante razoável.

JAC T40 agora está disponível com câmbio automático. Marca chinesa também oferece (só nessa versão) novo motor de 1,6 L com ótimos 138 cv e 17,1 kgfm. Desempenho agrada, apesar das limitações de todo câmbio CVT e de seu efeito-chiclete (motor sobe de giro e a velocidade, nem tanto). Suspensões também foram recalibradas. Versão única e bem equipada sair por R$ 69.900.

POLÍCIA Rodoviária Federal tomou a boa iniciativa de oferecer um site para registro de roubo ou furto de veículos. Todos os policiais dentro do raio de 100 km da ocorrência irão receber a mensagem em seus celulares. Probabilidade de recuperação de um veículo é maior nas primeiras horas após a ocorrência. URL é https://www.prf.gov.br/sinal .



Fernando Calmon - fernando@calmon.jor.br - é jornalista especializado desde 1967, engenheiro, palestrante e consultor em assuntos técnicos e de mercado nas áreas automobilística e de comunicação. Sua coluna Alta Roda começou em 1999. É publicada no Coisas de Agora, WebMotors, Gazeta Mercantil e também em uma rede nacional de 52 jornais, sites e revistas. É, ainda, correspondente para a América do Sul do site Just-auto (Inglaterra). 
Siga: www.twitter.com/fernandocalmon - www.facebook.com/fernando.calmon2.



Leia> Coisas de Agora.

ANDRÉ SENADOR LANÇA LIVRO SOBRE NOMOFOBIA NO ABERJE TRENDS 2018.


Obra discute os distúrbios causados pela indisponibilidade de acesso aos smartphones e examina a dualidade entre os benefícios e riscos das tecnologias na era da comunicação digital.


O crescimento do uso dos smartphones nos últimos anos popularizou extraordinariamente o acesso às mídias sociais e fez com que o nosso dia a dia se integrasse a elas de tal forma que passamos a viver quase que em um universo paralelo onde as relações se desenvolvem prioritariamente nas redes sociais. A atratividade dessas tecnologias, no entanto, hoje levanta questões sobre os riscos de seu uso excessivo e a busca permanente pela conexão.

Um desses problemas é a nomofobia, transtorno da era dos relacionamentos digitais que causa de desconforto e ansiedade diante da indisponibilidade de acesso aos dispositivos móveis ou de conexão à internet. O distúrbio — cuja denominação tem origem na expressão em inglês “no mobile” — é o tema central de “Nomofobia 2.0 e outros excessos na era dos relacionamentos digitais”, novo livro de André Senador, diretor de Assuntos Corporativos da Volkswagen e Mestre em Comunicação pela Universidade Metodista, que será lançado no dia 25 de abril, no Aberje Trends 2018.

A obra, que tem como base a dissertação de mestrado apresentada por Senador, em 2016, é um painel que tem o objetivo de analisar com maior profundidade as transformações provocadas pela comunicação digital tanto nos comportamentos como nos relacionamentos interpessoais e busca debater, com base na análise de estudos contemporâneos e nas referências de autores clássicos, das áreas de tecnologia, comunicação, psicologia e saúde, a dualidade entre os benefícios e riscos dessas tecnologias.

Para o autor, não há problema no uso intensivo dos smartphones e das redes sociais, desde que não haja problema em interromper o uso destes recursos e se dedicar a outras tarefas, aos relacionamentos ou ao lazer. Segundo ele, o sinal de alerta soa quando a pessoa começa a preferir navegar no universo virtual ao invés de lidar, efetivamente, com o mundo real.

“O livro procura refletir, justamente, sobre esta dualidade entre os extraordinários benefícios trazidos por estes aparelhos e pelas redes sociais e, de outra parte, o risco do uso excessivo destes aparelhos”, explica André Senador. “Corre-se o risco de deixar de viver a vida de uma forma natural e passar a preencher as necessidades humanas através das tecnologias.”

Serviço
Lançamento Livro “Nomofobia 2.0 e outros excessos na era dos relacionamentos digitais”
Data: 25 de Abril
Horário: 18h00
Local: Rooftop5 & Centro de Convenções – Prédio Tomie Ohtake
Endereço: Av. Brigadeiro Faria Lima, 201 – Pinheiros

A Aberje - Com 50 anos de existência, a Aberje – Associação Brasileira de Comunicação Empresarial é uma organização profissional e científica sem fins lucrativos, que tem como objetivos fortalecer o papel da comunicação nas empresas e instituições, oferecer formação e desenvolvimento de carreira aos profissionais da área, além de produzir e disseminar conhecimentos em comunicação. A atuação de Aberje ultrapassa os limites do território brasileiro, alcançando diversos países – como Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, França, Espanha, Portugal, Alemanha, Itália, Índia, México, Argentina, Chile, Colômbia e Peru, com projetos específicos de relacionamento e intercâmbio que dão visibilidade aos comunicadores e às práticas de excelência do Brasil.

VOLKSWAGEN CAMINHÕES E ÔNIBUS INOVA E PROVÊ SOLUÇÃO COMPLETA NO TRANSPORTE.


Depois do pioneirismo dos monitores de ônibus, MAN Latin America cria o cargo de consultor em frotas. Objetivo é acompanhar a gestão das garagens Brasil afora. 


Há 25 anos, quando nasceu a marca de ônibus VW, surgiu também um novo cargo no segmento: o de monitores de ônibus. Pioneira nessa solução, a Volkswagen Caminhões e Ônibus marcou época ao levar profissionais altamente especializados para a garagem de seus clientes, acompanhando de perto cada uma das operações. Agora, no mês em que completa um quarto de século, a empresa sai na frente mais uma vez e anuncia o cargo de consultor em frotas de ônibus. O objetivo é prover uma solução completa de transporte, acompanhando não apenas a parte técnica do produto mas também a gestão da frota e garagem em sua amplitude.

O primeiro a assumir essa missão é também um histórico veterano: Itamar Lopes dos Santos foi o monitor de ônibus número 1, que encarou, há 25 anos, o desafio de acompanhar os veículos na garagem de cada cliente. E em plena celebração dos 25 anos da família Volksbus, com portfólio de 17 produtos e pós-vendas consolidado, Itamar diz assumir a nova função pronto para escrever mais 25 anos de sucesso.

“O ânimo é o mesmo do nascimento dos ônibus VW, agora consolidados no mercado, com grande portfólio e a exclusiva tecnologia EGR. O momento é de mostrar ao cliente que os ônibus VW proporcionam uma solução completa de operação”, garante Itamar.

“O mercado mudou e agora é necessário oferecer ao cliente um pacote de operação, o que envolve veículos robustos, alta disponibilidade do veículo e também assessoria na gestão da frota”, destaca Ricardo Alouche, vice-presidente de Vendas, Marketing e Pós-Vendas da MAN Latin America.

Pioneirismo com os monitores de ônibus



A MAN Latin America consolida seu pioneirismo na criação de uma função fundamental à excelência no transporte de passageiros: a de monitores de pós-vendas. Hoje, 76 profissionais atendem cerca de 22 mil veículos por ano, mais de 550 mil Volksbus monitorados ao longo de 25 anos, desde o lançamento dos primeiros chassis de ônibus Volkswagen. Em 1993, a empresa lançou no mercado o conceito de que um profissional especializado acompanharia de perto a operação dos clientes, com visitas periódicas às garagens e treinamento dos motoristas.

“Era tudo muito novo, a marca, o veículo e o meu cargo, antes eu trabalhava do outro lado, como gestor de frota. Eu era o cliente. A experiência foi ótima, os ônibus Volkswagen foram lançados num momento excelente. Era o produto certo no momento perfeito”, relembra Itamar. “E junto com o produto a VW criou não apenas um pós-vendas inovador, mas arrojado: colocou o concessionário dentro da garagem do frotista, que fazia inclusive atendimentos por meio de um caminhão que era uma verdadeira oficina volante. Essa parceria faz parte da história de sucesso da família de ônibus Volkswagen”.

Comunicação MAN Latin America.

Leia> Coisas de Agora.

VOLKSWAGEN FINANCIAL SERVICES OFERECE PARCELAS DE R$ 99,00 NO PRIMEIRO ANO DE FINANCIAMENTO.


A Volkswagen Financial Services, maior financeira de montadora do País, segundo ranking do Banco Central, oferece condições especiais de financiamento até 30 de abril.


Os clientes que adquirirem um veículo zero-quilômetro podem contar com um plano sob medida, com as primeiras 12 parcelas no valor de R$ 99,00, entrada de 40% e saldo restante em 36 meses.

A campanha visa incentivar o público a adquirir modelos Volkswagen zero-quilômetro de categorias diferentes, ampliando os perfis de clientes atingidos pela marca. As ofertas especiais para toda a linha segue a perspectiva positiva de crescimento do mercado automotivo em 2018.

Plano Sempre Novo Premium para Tiguan Allspace


A VWFS também disponibilizou uma versão inédita do plano Sempre Novo para os clientes que comprarem o Tiguan Allspace no período de pré-venda da Volkswagen do Brasil, com as seguintes condições: 
Taxa de 1,29% a.m.
Entrada mínima de 20%.
23 parcelas intermediárias + 24° parcela com balão de 50% do valor do bem.

Revisões Planejadas Volkswagen


Mais um destaque oferecido pela VWFS são as Revisões Planejadas Volkswagen, pacote de serviços pré-pago que pode ser adquirido no momento da compra de um novo modelo da marca. Os custos são diluídos e cobrados com as parcelas do financiamento e o valor inclui três revisões (36 meses ou 30.000 km, o que ocorrer primeiro).

Visite: www.bancovw.com.br

13ª PNEUSHOW REÚNE AS PRINCIPAIS TENDÊNCIAS PARA O SETOR EM 2018.

Único evento da América do Sul direcionado ao mercado específico de pneus, a PneuShow chega à 13ª edição para oferecer o que há de mais inovador em pneus novos e reformados, máquinas, equipamentos e soluções.

O evento, que acontece de 26 a 28 de junho, no Expo Center Norte, em São Paulo, contará com aproximadamente 70 expositores de marcas nacionais e internacionais.

O pneu é fundamental para todos os setores e teve aumento de 8,6% na venda do produto comparado em 2016. Só no ano de 2017, segundo dados da Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (ANIP), foram vendidas 4 milhões de unidades para do segmento e 642 mil pneus para o ramo de reposição. Quanto às exportações, o superávit chegou a casa dos U$S 888,9 milhões, com saldo positivo de 220,9 milhões de pneus (exportações menos importações).

Todos esses números consolidam a importância da 13ª Pneushow - Feira Internacional da Indústria de Pneus como vitrine de oportunidades, fomentadora de negócios e universo para a redução de custos conciliados com altos padrões de segurança. A Associação Brasileira do Segmento de Reforma de Pneus (ABR) estima que o pneu esteja entre os três principais custos das empresas de transporte.

A edição de 2018 trará grandes novidades no formato e na participação de novas empresas, oferecendo uma ampla diversidade de produtos como: pneus para transporte de cargas, industrial e de passageiros; insumos, equipamentos e acessórios para reforma e reparos de pneus; matérias primas; bandas pré-moldadas; camelbacks e soluções para reciclagem, eliminação de resíduos e segurança industrial.

O encontro é uma grande oportunidade para que transportadoras, empresas de logística, agroempresas, usinas, borracharias, truck centers, centros de serviços, distribuidores, revendedores, indústrias automotivas e mineradoras se tornem ainda mais competitivas para enfrentar as dificuldades e aproveitar tudo o que o mercado reserva.

Programação Técnica


O Painel PneuShow 2018 traçará um grande panorama da indústria, além das principais inovações do setor e, ainda, gestão e tecnologia em reformas e reciclagem, soluções, perspectivas da indústria e um franco debate do cenário político e comercial do mercado de pneus.

O evento, contará com uma série de palestras técnicas, encontros setoriais nacionais e internacionais, reuniões de negócios, além de um dia exclusivamente dedicado à indústria de pneus, para que os principais fabricantes do ramo possam mostrar as novidades e projetar suas perspectivas para os próximos anos.

Prêmio Pneushow – Marcas Favoritas 2018


Para evidenciar a importância deste mercado, durante a feira acontece mais uma edição do Prêmio Pneushow – Marcas Favoritas 2018, uma iniciativa Francal Feiras com a cooperação da ABR- A Associação Brasileira do Segmento de Reforma de Pneus e ARESP - Associação das Empresas Reformadoras de Pneus do Estado de São Paulo.

Com a participação dos profissionais do setor de pneus e transporte, das marcas favoritas e de transportadoras, seis categorias serão agraciadas como as empresas/marcas que mais contribuíram para o setor no período 2016/2017.

Para se inscrever basta acessar o site da PneuShow (www.pneushow.com.br) ir na categoria Prêmio Pneushow - Marcas Favoritas, indicar o CNPJ da empresa e preencher o formulário de participação da votação.

A entrega do Prêmio PneuShow 2018 – Marcas Favoritas acontecerá no dia 27 de junho, num jantar oferecido pela ARESP/Francal Feiras.

Expobor 2018


Simultaneamente à PneuShow 2018, quem passar pelos 17.000mts² do Expo Center Norte poderá acompanhar os principais lançamentos do setor de borracha na Expobor 2018 – Feira Internacional de Tecnologia, Máquinas e Artefatos de Borracha.

Serviço

PneuShow 2018 – 13ª Feira Internacional da Indústria de Pneus
Data: 26 a 28 de junho
Horário: das 13h às 20h
Local: Expo Center Norte
Promoção e organização: Francal Feiras
Cooperação: ARESP – Associação das Empresas Reformadoras de Pneus do Estado de São Paulo e ABR – Associação Brasileira do Segmento de Reforma de Pneus
Apoio: ANIP - Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos; ABNT- Associação Brasileira de Normas Técnicas; ABRAPNEUS – Associação Brasileira de Revendedores de Pneus; AREBOP - Associação nacional empresas reciclagem pneus artefatos borrachas; INMETRO– Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia; FETCESP– Federação das Empresas de Transporte de Carga do Estado de São Paulo.
Informações pelo telefone: (11) 2226-3100
Facebook: FeiraPneushow.

Comunicação PneuShow.

Leia> Coisas de Agora.


quarta-feira, 18 de abril de 2018

BATERIAS DE VEÍCULOS ELÉTRICOS DA NISSAN FORNECERÃO ENERGIA PARA FÁBRICA NO JAPÃO.


As empresas japonesas Japan Benex e Sumitomo lançarão o projeto "Future Plant" (Fábrica do Futuro) no qual utilizarão painéis solares, veículos elétricos e baterias de veículos elétricos para abastecer uma fábrica da Japan Benex em Isahaya, no Japão.


O recém-desenvolvido sistema de armazenamento de energia combina fontes renováveis, baterias reutilizadas e veículos elétricos para promover o uso eficiente de energia e a sustentabilidade. A Nissan apoiará o projeto fornecendo dez unidades da van elétrica e-NV200.

Os veículos e as baterias vão ajudar a estabilizar a entrega do sistema de energia solar e reduzir os custos da fábrica com eletricidade. Para isso, utilizará a energia armazenada para reforçar o sistema em momentos de pico de demanda. Além disso, as dez unidades da van 100% elétrica Nissan e-NV200 serão utilizadas pelos funcionários para o transporte dentro da fábrica e suas baterias poderão ser aproveitadas e refabricadas como componentes do sistema de armazenamento de energia. 

O sistema foi desenvolvido pela Japan Benex e pela Sumitomo, que fabricam equipamentos para a indústria. O objetivo é a utilização em usinas de energia virtuais (VPP)*, que devem estar em operação no Japão até 2020. Isso ajudará a melhorar o tempo de carregamento e descarregamento de energia para ajustar a oferta e a demanda de eletricidade em toda uma região.

A Japan Benex e a Sumitomo iniciaram os testes dos sistemas de armazenamento de energia como parte de sua participação no Projeto Kansai VPP. O projeto "Future Plant" ajudará a expandir o uso de energia renovável, criará um sistema que promove a reutilização de baterias de veículos elétricos, otimizando a oferta e a demanda de energia, além de ajudar a construir uma sociedade com cada vez menos emissão de carbono.

* Usina de energia virtual (VPP) é uma solução de rede inteligente que utiliza IoT (Internet das Coisas) para integrar diferentes fontes de energia e gerar energia confiável e flexível, garantindo o equilíbrio em tempo real entre geração e consumo.

Nissan do Brasil.

Leia> Coisas de Agora.

DANA É RECONHECIDA COMO UM DOS MELHORES FORNECEDORES DA TOYOTA DO BRASIL.


Empresa foi distinguida na categoria Excelência em Qualidade. 


A Dana, uma das empresas líderes no setor automotivo brasileiro, conquistou o reconhecimento da Toyota do Brasil como um de seus melhores fornecedores, na  categoria Excelência em Qualidade. A empresa foi reconhecida por ter atingido a meta de zero PPM (partes por milhão), ou seja, peças entregues sem nenhum defeito ao longo do ano de 2017.

"A qualidade e eficiência são valores supremos para a Toyota em todos os seus processos e operações. Por isso, é de extrema importância para a companhia atuar juntamente com sua cadeia de valor, a fim de mobilizar parceiros que atuem em consonância com o modelo de negócio da empresa. Este reconhecimento é a forma de agradecermos a estes parceiros toda a sua dedicação em nos ajudar a realizar produtos, serviços e negócios com o mais alto grau de excelência", destaca Celso Simomura, vice-presidente de compras, engenharia, relações públicas e governo da Toyota.

Raul Germany, country Leader da Dana no Brasil, resume: "Sentimo-nos honrados com este importante reconhecimento. É consequência do trabalho que começou no processo de desenvolvimento e um exemplo real do poder da colaboração entre cliente e fornecedor, para o melhor valor para o cliente final. Demonstra nossa centralização no cliente. E zero PPM é uma manifestação da importância que nos comprometemos com o sucesso de nossos clientes", comenta.

A 16ª "Suppliers Conference" da Toyota do Brasil foi realizada no dia 11 de abril, em São Paulo, com o objetivo de reconhecer os fornecedores que atingiram metas e superaram as expectativas da marca em relação aos serviços e produtos entregues em 2017. Vinte e um fornecedores receberam a premiação em quatro categorias: Qualidade, Logística, Redução de Custos e Reconhecimento Especial, e duas outras categorias, Engenharia de Valor e Análise de Valor (VA / VE) e Meio Ambiente.

A cerimônia de premiação contou com a presença de Mark Hogan, membro do conselho de administração da Toyota Motor Corporation para a América do Norte, América Latina e Caribe; Steve St. Angelo, CEO da Toyota para a América Latina e Caribe e presidente da Toyota do Brasil, Argentina e Venezuela; o presidente da Toyota no Brasil, Rafael Chang, e Celso Simomura, vice-presidente de compras, engenharia, relações públicas, entre outros executivos do fabricante. 

A Dana é líder mundial no fornecimento de sistemas de transmissão, vedação e gerenciamento térmico com alta tecnologia que melhoram a eficiência e o desempenho de veículos e máquinas. Atende aos mercados de veículos de passageiros, caminhões e equipamentos fora-de-estrada e industriais. Fundada em 1904 e com sede em Maumee, em Ohio, nos Estados Unidos, a empresa emprega cerca de 30.000 pessoas em 33 países e 6 continentes e se dedica a entregar valor para seus clientes, em relações de longo prazo. Registrou em 2017 vendas de aproximadamente US$ 7,2 bilhões. É uma das 250 empresas melhor administradas dos EUA segundo o Instituto Drucker. Para mais informações visite dana.comNa América do Sul, tem operações na Argentina, Brasil, Colômbia e Equador que empregam cerca de 5.000 pessoas. Presente há mais de 70 anos no Brasil, tem operações em Gravataí (RS), Campinas, Jundiaí, Limeira e Sorocaba (SP). O endereço da Dana na internet é dana.com.br.

Foto: Divulgação Toyota

Secco Consultoria de Comunicação.

Leia> Coisas de Agora.